DRAGÃO LÍDER

28/02/2016 postado: 28/02/2016

  • Compartilhe:

Dorense deu trabalho, mas Dragão venceu por 4 a 0 no Batistão.

Dorense deu trabalho, mas Dragão venceu por 4 a 0 no Batistão.

Zagueiro Valdo comemora o gol com os companheiros de equipe.

Zagueiro Valdo comemora o gol com os companheiros de equipe.

Abriu a porteira: de cabeça, zagueiro Lucas marcou o primeiro gol do jogo.

Abriu a porteira: de cabeça, zagueiro Lucas marcou o primeiro gol do jogo.

Artilheiro isolado: Leandro Kível marcou o quinto gol dele no campeonato.

Artilheiro isolado: Leandro Kível marcou o quinto gol dele no campeonato.

O jogo foi duro e muito agitado, e só foi liquidado nos minutos finais do segundo tempo, mas o Confiança garantiu a vitória, e carimbou a permanência na ponta de cima da tabela do Campeonato Sergipano.

Tendo subido recentemente à primeira divisão do futebol sergipano, o Dorense, que tem feito uma boa campanha, conta com um time bastante entrosado, e vem dando muita dor de cabeça às equipes tradicionalmente mais fortes do estado, não facilitou para o Dragão do Bairro Industrial que, apesar de ter feito 4 gols, encontrou muita dificuldade.

Depois da derrota para o Itabaiana no Campeonato Estadual, e devido aos recentes revezes do Gigante Proletário na Copa do Nordeste, a equipe vinha sendo duramente cobrada pela torcida, o que fez com que os jogadores azulinos não pensassem em nenhum resultado que não a vitória.

E foi com esse espírito de vitória que o Dragão entrou em campo neste domingo. E os zagueiros do Confiança estavam motivados: o primeiro gol foi marcado pelo zagueiro Lucas Rocha, e o segundo tento foi assinalado por Valdo, ambos de cabeça.

Com o sistema defensivo marcando forte, o Dorense encontrava dificuldades para chegar à meta proletária, então o jogador Gegê, do Dorense, arriscou uma bomba de antes da intermediária, surpreendendo o goleiro Rafael Sandes, e marcando um golaço no final da primeira etapa.

No segundo tempo, o jogo caiu um pouco de produção, e os jogadores de ambas as equipes erraram muitos passes e cometeram muitas faltas, o que obrigou os técnicos das duas equipes a fazer alterações nos seus respectivos times.

As alterações pareceram surtir mais efeito para o time proletário, que marcou mais dois gols perto do final da partida. Danilo Bala limpou a zaga do adversário e passou a bola redondinha para o artilheiro Leandro Kível, que estufou a rede e marcou o quinto gol na competição. Minutos depois, Caíque encontrou Danilo Bala na área, que marcou o quarto tento do Dragão.