BOLETIM

05/05/2016 postado: 05/05/2016

  • Compartilhe:

Lesões de Caíque e Eron não preocupam o fisioterapeuta Emmanoel Sampaio.

Lesões de Caíque e Eron não preocupam o fisioterapeuta Emmanoel Sampaio.

Wallace Pernambucano sofreu ruptura total do adutor ao marcar um gol contra o Itabaiana.

Wallace Pernambucano sofreu ruptura total do adutor ao marcar um gol contra o Itabaiana.

O Departamento de Fisioterapia (DF) do Confiança emitiu o boletim semanal que relata a situação dos atletas que estão em tratamento. A iniciativa tem o objetivo de deixar torcedores e profissionais da imprensa esportiva sergipana informados sobre os jogadores que estão em tratamento, as lesões que sofreram e a estimativa de retornos desses atletas aos gramados.

No momento, o lateral Caíque, o zagueiro Eron E o meia Wallace Pernambucano seguem tratando lesões no DF.

Wallace Pernambucano

Logo nos minutos iniciais do último jogo contra o Itabaiana, dia 24, pelo Campeonato Estadual, o atleta sofreu uma ruptura total do adutor longo da coxa direita, e vai passar por um tratamento que pode levar de 60 a 90 dias.

“Depois de uma reunião, na qual participamos o Dr. Aderval, médico do Clube, eu, e outros médicos especialistas do Rio de Janeiro, nós chegamos a um consenso sobre o melhor método de tratamento e a estimativa de recuperação do jogador. Esperamos que entre 2 ou 3 meses ele esteja recuperado e volte à ativa”, disse Emmanoel Sampaio, fisioterapeuta do Confiança.

Caíque

No último clássico contra o Sergipe, no dia 27, o jogador também sofreu uma lesão no adutor da coxa, mas de leve intensidade. Ele já está em tratamento e dentro de dez dias deve retornar ao grupo.

Eron

O zagueiro Eron vem treinando normalmente, mas um histórico de uma lesão de adutor com uma tendinite no músculo reto femoral, e vem fazendo um trabalho de manutenção e prevenção no Departamento de Fisioterapia.

“O Eron está bem. Tem treinado e não tem se queixado sobre dores. A preocupação com o atleta é justamente prevenir, para que não haja perigo de a lesão voltar ou evoluir, mas a situação dele não preocupa”, concluiu Emmanoel Sampaio.