PESQUISA

10/05/2016 postado: 10/05/2016

  • Compartilhe:

Jogadores do Confiança participaram de pesquisa sócio-econômica de entidade internacional.

Jogadores do Confiança participaram de pesquisa sócio-econômica de entidade internacional.

A estimativa é de que até o ano que vem o resultado do estudo seja divulgado.

A estimativa é de que até o ano que vem o resultado do estudo seja divulgado.

Na tarde desta segunda-feira (09), os jogadores do elenco profissional do Confiança participaram de uma pesquisa realizada pelo Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Estado de Sergipe (Sinapese).

Segundo o Presidente da entidade, Carlos dos Santos Sousa, também conhecido como Memera, e o vice-presidente do sindicato, Silvio Alves de Freitas, essa pesquisa está sendo realizada em todo o mundo, e foi desenvolvida pela Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro), que através da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), envia os questionários para os sindicatos estaduais.

A intenção dessa pesquisa é descobrir a condição social do atleta profissional de futebol em todo o mundo. Da mesma maneira que o senso está sendo realizando no Brasil, atletas de futebol da África, da Ásia e da Europa também estão participando dessa pesquisa.

 “Queremos conhecer a real situação socioeconômica da categoria, para saber em que condições os atletas profissionais de futebol estão vivendo: como está a relação deles com seus respectivos clubes, se os pagamentos são feitos em dia, se os contratos estão sendo respeitados, assim como sobre as condições dos alojamentos, além de outras questões, como alimentação, assistência médica e etc.”, diz Memera, o presidente do sindicato em Sergipe.

“É um trabalho que será realizado em todos os clubes de futebol do país. Da mesma forma que estamos realizando essa pesquisa aqui em Sergipe, os demais sindicatos de outros estados também estão fazendo o mesmo. Resolvemos começar pelo Confiança, pois se trata hoje do maior clube de futebol do estado, mas também realizaremos essa pesquisa nos demais clubes do estado, como o Itabaiana, o Estanciano e o Dorense. Até mesmo os times da segunda divisão do futebol sergipano participarão da pesquisa”, disse o vice-presidente do sindicato,

Assim que todos os dados forem coletados, o resultado dessa pesquisa será enviado para a sede da Fenapaf, no Rio de Janeiro, que reenviará os dados coletados para a FIF-Pro. A expectativa é de que entre o final deste ano, e o início do ano que vem, o resultado do estudo seja divulgado.