PARADA DURA

02/09/2016 postado: 02/09/2016

  • Compartilhe:

Roberto Fernandes aproveitou o treino para ajustar detalhes do esquema tático.

Roberto Fernandes aproveitou o treino para ajustar detalhes do esquema tático.

Após o treino, delegação azulina almoçou no clube e já viajou para João Pessoa.

Após o treino, delegação azulina almoçou no clube e já viajou para João Pessoa.

O elenco profissional do Confiança de reapresentou na manhã desta sexta-feira (2), para realizar o último treino antes da viagem para João Pessoa, onde o Dragão enfrenta o Botafogo da Paraíba, no domingo (4), em jogo válido pela décima sexta rodada do Campeonato brasileiro da Série C, no estádio Almeidão.

O trabalho desta sexta-feira começou com uma bateria de exercícios de ativação, com alongamento e aquecimento dos atletas, coordenado pelo fisiologista Rodolfo Oliveira, juntamente com o preparador físico Marcinho Chagas.

Em seguida o treinador Roberto Fernandes comandou o treino tático com o auxílio de Leandro Sena. No trabalho desenvolvido, o técnico azulino cobrou bastante dos atletas atenção redobrada quanto ao que ele espera taticamente da equipe, principalmente no que diz respeito à movimentação ofensiva e, sobre tudo, ao posicionamento defensivo.

Após o treino da manhã, os jogadores almoçaram no refeitório do clube e, em seguida, embarcaram no ônibus que lavará a delegação azulina até João Pessoa. O técnico Roberto Fernandes diz estar confiante para o jogo, mas destacou as dificuldades que serão enfrentadas pelo Dragão diante do Botafogo da Paraíba.

“A expectativa é boa. Acredito que faremos um bom jogo, mas será um grande desafio. Além de o Botafogo ser uma equipe muito perigosa, sobretudo jogando em casa, onde tinha 100% de aproveitamento até sofrer uma derrota para o América-RN, teremos o desgaste da viagem, pois 10 horas de ônibus deixa qualquer um moído. Mas, além disso, o que mais preocupa são os desfalques. Ao todo, são 5 jogadores importantes com os quais eu não poderei contar. Ou seja, não poderei contar com, praticamente, metade do time que vem iniciando as partidas, uma situação que vai nos prejudicar no quesito entrosamento, mas que vamos tentar reverter na raça”, diz o treinador proletário.