ÚLTIMO DO ANO

17/09/2016 postado: 17/09/2016

  • Compartilhe:

Último rachão do ano aconteceu em clima de descontração.

Último rachão do ano aconteceu em clima de descontração.

Apesar de o treino ter sido leve, o clima entre os jogadores é de decisão.

Apesar de o treino ter sido leve, o clima entre os jogadores é de decisão.

Equipe vencedora do rachão posou para foto no final do treino.

Equipe vencedora do rachão posou para foto no final do treino.

A equipe profissional do Confiança realizou, na manhã deste sábado (17), o último treino do ano, trabalho que antecede o jogo mais importante da temporada para o Dragão do Bairro Industrial, que acontece domingo (18), às 19, na Arena Batistão, pela décima oitava rodada da competição.

Os atletas iniciaram o trabalho com uma bateria de exercícios de alongamento e aquecimento, para em seguida iniciarem um treino recreativo, o tradicional rachão. O técnico Roberto Fernandes, que apitou o recreativo, dividiu o elenco em duas equipes. O time de colete azul foi o vencedor do rachão, vencendo por 3 a 2 o time laranja. Os gols da vitória foram marcados por Pingo, Márcio e Álvaro. Os gols da equipe derrotada foram marcados por Radar e Everton Sena.

Ainda correndo o risco de ser rebaixado, o Confiança depende apenas dele mesmo para se manter na Série C de 2017. Uma vitória simples garante a permanência do Dragão na terceira divisão do futebol brasileiro, sem ter que se preocupar com outros resultados.

Apesar da pressão natural que o jogo impõe, o clima do grupo é bom. Mesmo com toda a descontração, os atletas estão cientes do peso da responsabilidade, assim como sabem que o confronto contra o Salgueiro será jogo duro.

“É um adversário perigoso. Existem uns seis ou sete jogadores da equipe deles que já jogam juntos a três temporadas. É também uma equipe que comumente enfrentar e até disputar finais de competições estaduais com times como Sport Recife, na Ilha do Retiro; Santa Cruz, nos Arruda e Náutico, todos os três times de grande torcida. Então, o Salgueiro é uma equipe acostumada a jogar sob pressão. Vamos buscar o resultado de que precisamos, mas sem afobação”, disse Roberto Fernandes.