CAMPANHA

20/09/2016 postado: 20/09/2016

  • Compartilhe:

Confiança lança campanha de arrecadação para quitar a folha de pagamento dos atletas.

Confiança lança campanha de arrecadação para quitar a folha de pagamento dos atletas.

Mais uma vez o Confiança precisa do seu maior reforço: o torcedor proletário. Após a árdua luta pela permanência na Série C, a diretoria do Dragão lança a campanha “O Dragão Permaneceu na Série C e Agora Precisa de Você”. A ideia é receber doações dos torcedores para quitar a folha salarial dos atletas.

Devido à complicada e perigosa situação em que o time proletário se encontrava no Campeonato Brasileiro da Série C - chegando a ter 98% de chances de ser rebaixado-, a diretoria do Confiança se viu forçada a realizar grandes investimentos, como a contratação de um técnico experiente e renomado (Roberto Fernandes), de jogadores também experientes e tecnicamente qualificados - como Silvy, Pingo, Rogerinho e Álvaro, entre outros -, além de consideráveis gastos com situações de logística, a exemplo de toda a organização e despesa da viagem antecipada e permanência de uma semana em Natal, após enfrentar o Botafogo-PB, quando toda a delegação viajou de João Pessoa até a Capital potiguar, para jogar contra o América-RN.

Tal logística foi imprescindível e fundamental para a importantíssima vitória fora de casa sobre o América-RN, que garantiu ao Dragão a condição de depender apenas de si mesmo para fugir do rebaixamento, no último jogo da competição, contra o Salgueiro.

Os esforços se mostraram necessários, pertinentes e válidos, uma vez que surtiram o efeito desejado e criaram as condições que possibilitaram ao Confiança fugir do rebaixamento e permanecer na terceira divisão do futebol nacional para a temporada de 2017.

Os prejuízos de um rebaixamento na competição nacional seriam incalculáveis para o clube e, principalmente, para a sua imensa e apaixonada torcida. A atual diretoria, então, não mediu esforços, pois não poderia permitir que isso acontecesse.

“Todos sabem que o futebol é o que podemos chamar de uma brincadeira cara, assim como também é do conhecimento de todos que, apesar da grandeza do Confiança e da sua torcida, nosso clube não é uma máquina de fazer dinheiro, como os grandes clubes do eixo Sul-Sudeste ou até mesmo do próprio Nordeste, como Sport Recife, Ceará, Bahia, Santa Cruz, entre outros. Somos grandes dentro de campo e nas arquibancadas, mas, financeiramente, somos um clube modesto. Apesar da nossa crescente projeção nacional, temos poucos patrocínios. Quem conhece a realidade do futebol sergipano e dos times daqui sabe como é difícil fazer futebol no nosso estado. Todos se mantêm com muita dificuldade e muita luta e, não raro, se vêm obrigados a recorrer às suas torcidas. Não é uma realidade exclusiva do Confiança”, disse o presidente Luiz Roberto.

Segundo o dirigente, a campanha foi a melhor solução encontrada, pois a ideia é arrecadar a quantia necessária através do número de doaçõe, e não necessariamente do valor das contribuições. O torcedor pode doar a quantia que desejar, mas contribuição sugerida é de apenas R$10, valor equivalente ao de uma meia entrada para assistir a um jogo do Campeonato Estadual, por exemplo. Além disso, só contribui aquele torcedor que quiser e puder. Outra razão para optar pela campanha de arrecadação de doações da torcida é o fato de a atual administração estar perto de terminar o mandato.

“Não queremos fazer empréstimos, pegar dinheiro a juros no banco, nada disso. O Confiança não atrasa salários desde 2008. Nossa gestão sempre foi marcada pela administração séria e competente. Uma de nossas maiores realizações foi organizar o clube financeiramente. Quitamos inúmeras dívidas de gestões passadas, sobretudo trabalhistas. Não faria sentido contrair tal dívida e deixar a conta para ser paga pela próxima gestão. Queremos passar o bastão deixando a casa o mais arrumada e organizada possível”, diz Luiz Roberto.

Para finalizar, o presidente Luiz Roberto ainda fala sobre a questão da renda do jogo contra o Flamengo, argumento que tem sido levantado por muitos torcedores para criticar a campanha de arrecadação.

“Sobre a renda do jogo contra o Flamengo, o dinheiro foi muito bem vindo para o clube e devidamente utilizado para honrar vários compromissos. Inclusive, a prestação de contas foi apresentada ao Conselho Deliberativo, que de pronto a aprovou. Dos R$1 milhão arrecadados, R$400 mil foram utilizados para depósito judicial de acordo trabalhista; R$120 mil em execução de plantio de gramado no Sabino Ribeiro; R$60 mil de gratificação para o elenco por ter vencido a partida; R$200 mil com despesas várias e especificadas na prestação de contas e R$220 mil para cobrir a folha de pagamento do mês de março”, esclareceu o presidente.

Os dados para depósito de doações são:

Banco: Banese    Agência:055    Conta Corrente: 031006342    Confraria do Dragão

CNPJ: 07096120/0001-83