TUDO FECHADO

15/10/2015 postado: 15/10/2015

  • Compartilhe:

Na porta do Sabino Ribeiro, torcida e imprensa aguardavam a abertura dos portões.

Na porta do Sabino Ribeiro, torcida e imprensa aguardavam a abertura dos portões.

Do lado de dentro do Sabino, atletas suaram a camisa no último treino.

Do lado de dentro do Sabino, atletas suaram a camisa no último treino.

Nesses três dias de treinos com portões fechados, o técnico Betinho teve tempo e oportunidade para acertar todos os detalhes que faltavam para a grande decisão. Foram três dias de treinos físicos, técnicos e táticos para preparar os atletas, que se dizem prontos para enfrentar o adversário e conquistar o resultado necessário ao acesso à Série B.

“Os jornalistas e a torcida me perguntam se fui titular nesses dias, mas não posso dizer, pois se o treino é fechado, o segredo absoluto”, fala, sorrindo e em tom de brincadeira, o meio campo Felipe Lima. “Mas foi muito bom ter um pouco mais de privacidade e de silêncio por esses dias, porque sem ninguém nos observando, o grau de concentração aumenta. Todos estão muito focados, então, sendo titular ou não, nós jogadores só pensamos em ajudar a conquistar esse acesso à Série B”, diz o jogador.

O técnico Betinho também avaliou positivamente os treinos desta semana, e fez questão de agradecer à compreensão e ao apoio de todos. “Foi uma semana atípica, realmente. Mas creio que a ocasião justifique o sigilo, pois o que não podemos fazer é facilitar para que o adversário consiga informações sobre nosso time. Pode parecer besteira para alguns, mas nesses jogos decisivos, um pouco de dúvida na cabeça do adversário não nos prejudicará. Muito pelo contrário”, ressalta o técnico azulino.

O Confiança entra em campo neste domingo (18), às 18h - horário de Sergipe -, no Estádio do café, onde enfrenta o Londrina pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série B. Uma vitória simples ou um empate com gols garante ao Gigante Proletário o acesso à Série B do futebol brasileiro. Um empate sem gols leva a decisão para os pênaltis.